Namorando, nos anos sessenta

02 nov

Enamorando. Ademar e Nizeuda

Meus pais.
Itaporanga, na década de 60

Foto de Reynollds Augusto.
Comments
Martinho Neves Cabral Cabral
Martinho Neves Cabral Cabral Lembro-me muito desta foto.

Cláudia Bandeira
Cláudia Bandeira Que casal bonito… Parece aqueles casais dos antigos filmes de hollywood! Olha só seu pai como se parece com o Gregory Peck rsrsrs

Cleonice Brasileiro
Cleonice Brasileiro Casal de amigos do 

Auridete Nunes
Auridete Nunes ou saudade. povo lindo

Roneyde Augusto
Roneyde Augusto Meus pais que amo muito.

Terezinha Francelino
Terezinha Francelino Casal lindo e querido do meu coração! Saudades!

Mario Ferreira
Mario Ferreira Quando o conhecí já era mais gordinho.

Luzia Conserva
Luzia Conserva Lembro muito desse namoro!

Ana Ivani Pinto Neves
Ana Ivani Pinto Neves Casal de destaque e muito querido.

Jose Martins Dede
Jose Martins Dede Agora eu sei de onde vem sua boniteza de rei !

Reynollds Augusto
Reynollds Augusto Eu disse, grande Dedé. Genética é fogo.
eh,eh,eh

Lia Carvalho
Lia Carvalho lindo casal , saudades muitas.

Maria Rosilma Guimaraes Cavalcante
Maria Rosilma Guimaraes Cavalcante ME LEMBRO DESTE TEMPO FEZ PARTE DE MINHA VIDA EM ITAPORANGA….SAUDADES!

Francilda Araújo
Francilda Araújo · 45 amigos em comum

Estive no casamento deles.
Olimpia Leite
Olimpia Leite · 35 amigos em comum

Niuzete sempre linda. Mim lembro bem deste casal.
Siomara L Leite Alvino de Lima
Siomara L Leite Alvino de Lima Lembro deste casal de namorados.
Maravilhosos!

Descurtir · Responder · 1 · 11 h

Relembrando Ademar Augusto

01 nov

Ademar I

PENSE PASSADO. SEMPRE PRESENTE 
NA VIDA DA GENTE.
RELEMBRANDO ADEMAR AUGUSTO
………………………………………………………………………………
INFORME ITAPORANGA- Da Sucursal 
Jornal Correio da Paraíba
Jornalista Ademar Augusto – Novembro de 2000
…………………………………………………………………………………………

CRISTO REDENTOR

O mundo católico do Vale do Piancó está em festa. Domingo, milhares de romeiros, vindos das cidades circunvizinhas a Itaporanga, e visitantes de recantos mais distantes do Estado, principalmente de Campina Grande e João Pessoa, estarão subindo a Serra do Cantinho para, em torno do monumento ao Redentor, assistirem a missa que será presidida pelo bispo MATIAS PATRÍCIO DE MACEDO, titular da Diocese de Cajazeiras e concelebrada por vários sacerdotes da região. Naquele dia estará acontecendo ali a V Romaria à estátua do Cristo e o III Ano do Tríduo Rumo ao Novo Milênio-Ano da Reconciliação.

A festa do próximo dia 21 de novembro, em Itaporanga, pode ser considerado o passo inicial de uma longa programação festiva que acontecerá como parte da inauguração do Cristo Redentor, no terceiro novembro de 2000, data em que cristãos de todos os continentes vão celebrar cantar e orar para o Cristo Rei, pedindo pelos homens, esperando dias melhores para a humanidade. Naquela data, no sertão do Piancó, um calendário festivo, profano e religioso, será cumprido por representantes do Papa e por muitos bispos e padres de todo o país que já confirmaram ao padre José Sinfrônio que na ocasião estarão presentes aos atos de inauguração. O governador JOSÉ MARANHÃO ,outras autoridades estaduais e políticas com atuação na área também prestigiarão o acontecimento,
X-X-X-X-X

Já está sendo concluída a programação festiva para comemorar a passagem do dia dedicado a Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Itaporanga, e de outras cidades do Vale do Piancó. O padre José Sifrônio, á frente de uma comissão de pessoas da sociedade de Itaporanga, está organizando a festa em frente á igreja-Matriz, com barracas, pastoril e leilões. Como nos anos anteriores, parte da arrecadação vai se destinar ao cristo Rei, e outra parte ajudará na conclusão da reconstrução da Igreja Nossa Senhora do Rosário, que já se encontra em fase de conclusão. Outras paróquias, como a de Conceição, Boa Ventura e Diamante, também são dedicadas á virgem, e nos primeiro dias de dezembro farão celebração em sua honra. Em Itaporanga, no dia 08, além da procissão e da missa campal, haverá a tradicional eleição da rainha da festa, cuja vencedora será a incumbida de coroar a imagem de Nossa Senhora da Conceição.

UMAS E OUTRAS

1. Ventos de pacificação começam a soprar sobre o Vale do Piancó com vistas às eleições de outubro vindouro. O embate anunciado em Curral Velho, entre o atual prefeito Betão Gomes e o ex-Luiz Carnaúba parece que não acontecerá mais. Uma reunião familiar conseguiu apaziguar os ânimos e Betão devera ser o candidato de todos. Tudo para conseguir a renovação do seu mandato. Oposição está procurando um nome de peso para enfrentá-lo nas urnas. O deputado DJACIR BRASILEIRO vai promover um encontro para encontrar esse candidato.

2. Quando andou pelo Vale do Piancó, há cerca de quinze dias, o governador JOSÉ MARANHAO conversou com ANTONIO LEITE CALDAS e falaram bastante sobre a política de Pedra Branca. O zootecnista, pelo que se informa, deseja enfrentar o prefeito ANCHIETA NÓIA no próximo pleito municipal.

3. Os dirigentes da Telemar no Vale do Piancó nãos sabem explicar o que está acontecendo. É que as faturas da empresa estão chegando ao usurários com cobranças indevidas, o que está revoltando a todos eles. Nas contas aparecem telefones para a África e Europa, que não aconteceram.

4. O funcionalismo municipal de Itaporanga está que é um contentamento só. A prefeita Kátia Pinto Brasileiro já anunciou o pagamento do décimo terceiro e os vencimentos do mês de dezembro acontecerão antes do Natal para que todos possam celebrar como devem a passagem das festas de final de ano

5. A agricultura irrigada do Vale do Piancó já é uma realidade. Na margem do Rio Piancó, entre Itaporanga e Conceição, dezenas de agricultores trabalham centenas de hectares onde colhem até três safras por ano, principalmente da cultura do feijão, o que tem barateado o produto nos estabelecimentos comerciais e feiras do sertão.

6. A Redenção do Vale, a estrada que liga Patos a Conceição, passando por Santa Terezinha, Catingueira, Olho d’água, Pianço, Itaporanga, Boa Ventura, Diamante e Ibiara precisa urgentemente de um completo trabalho de restauração e uma fiscalização. Ao longo de vários trechos os buracos são enormes e a presença de animais na pista é uma constante.

7. Muitos Itaporanguense residentes em outras cidades da Paraíba e no sul do país têm enviado correspondências e telefonemas para familiares seus comunicando que pretendem passar os festejos de final do ano em sua cidade natal. Par receber a todos, a Prefeitura está programando muita festa para o ano novo.

8. A prefeita Katia Pinto Brasileiro está organizando muita festa para a passagem do século. Np dia 31de dezembro deverá acontecer um passeio ciclista, sorteio de muitos prêmios, distribuição de camisetas e, à meia noite, um grande show musical que deverá Agradar a todos os gostos.

9. Aliás, a partir do início de dezembro, a cidade deverá viver um mês de festas, comemorando com os festejos da padroeira local, Nossa senhora da conceição, passando pelo Natal, o Ano Novo e, finalmente, as comemorações pela passagem de mais um aniversário de emancipação política de Itaporanga, no dia 09 de janeiro.

Reynollds Augusto, Direto do passado.

Escolinha de “TIA GUÊ”, anos setenta.

13 out

 


Dia do Professor… Em 1976.
 — com Celionora Moura PessoaFrancisco Pereira De Sousa Sousa e Márcia Lemos Galvão.

Curtir · Comentar · Desativar notificações · Compartilhar · 20 de setembro de 2014

Comments
Rangel Alves
Rangel Alves eu nem pensava em nascer nessa data

Marcos Venicius Vicente
Marcos Venicius Vicente sabe quem eu estou conhecendo ai rainery? advinha? niguem kkkkkkkkk

Neilândia Soares
Neilândia Soares Reconheci Celionora!

Suênia Neves
Suênia Neves Eu reconheci duas na segunda fila da direita pra esquerda a terceira garota é Ronise de Zuquinha e vizinha a ela Celionora Moura Pessoa.

Delucia Ventura
Delucia Ventura Lá em cima a professora tia Guê, a 2ª da segunda fila com cara de sapeca, Serizeuda…

Anatalia Martins Vieira Ofs
Anatalia Martins Vieira Ofs Gente! Que turminha linda, linda, lindaaaaa!!!

Edmilson Felipe Da Cruz
Edmilson Felipe Da Cruz EU SOU O ALUNO QUE ESTA A DIREITA DA PROFESSORA AINDA GUARDO A LEMBRANÇA DESSES DIAS DE CRIANÇAS INOCENTES DIFERENTE DOS DIAS ATUAIS.

Ailton Lbsom Lb
Ailton Lbsom Lb ESSA GALERA AI TA TODA NA ATIVA ….VAMOS NOMEAR AIII PESSOAL

Prettynha Rufino
Prettynha Rufino Dd tu era muito fofo amigo veio… kkkkkkkkkkkkkkkk

Paulo Clecimar De Alexandria
Paulo Clecimar De Alexandria EU NÃO TAVA MAIS AI ERA UM TEMPO ONDE NÓS ERAMOS FELIZ E NÃO SABIA… E

Graça Rodrigues Leite
Graça Rodrigues Leite Era a escola particular na casa de Gue eu estudei lá também antes de ir pra o Simião Leal.

Graça Rodrigues Leite
Graça Rodrigues Leite Hoje não é autorizado pelo MEC.

Celionora Moura Pessoa
Celionora Moura Pessoa Q recordação maravilhosa muito obg

Celionora Moura Pessoa
Celionora Moura Pessoa Eu estou na segunda fila no meio

Celionora Moura Pessoa
Celionora Moura Pessoa Foi com dona Gue q aprendi a ler

Márcia Lemos Galvão
Márcia Lemos Galvão Legal. Eu sou a primeira da segunda fila do lado direito com uma blusa branca estilo marinheiro.

Marlene Alves
Marlene Alves Márcia, estava ” quase” certa que essa menina com roupa de marinheiro era minha irmã Adalya Alves.

Há 5 horas · Curtir · 1
Raimundo Nonato Pinto Nonato
Raimundo Nonato Pinto Nonato ISSO SE CHAMA RECA DE CRIANÇAS.Q BELA FOTO! QUEM POSTA DEVE ESCALAR O PESSOAL,POIS Ñ É DA MINHA ÉPOCA, MESMO ASSIM VOU TENTAR.

Raimundo Nonato Pinto Nonato
Raimundo Nonato Pinto Nonato PRA MIM ESSA FOTO É RECORD DE CRIANÇAS JUNTAS. PARABÉNS QUEM JUNTOU E TIROU ESSA FOTO

Há 2 horas · Curtir · 1
Raimundo Nonato Pinto Nonato
Raimundo Nonato Pinto Nonato SÓ TEM CRIANÇAS BONITAS.CURTO MUITO FOTOS. JÁ FUI MUITA EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS.

Há 2 horas · Curtir · 1
Luzia Conserva
Luzia Conserva Turminha linda! !!

Há 2 horas · Curtir · 1
Raimundo Nonato Pinto Nonato
Raimundo Nonato Pinto Nonato Prima luzia, isso é uma TURMONA!

Reynollds Augusto
Reynollds Augusto Vai Para o www.ontemehoje.itaporanga.net

 
O Segundo da terceira fila, subindo, cabra lindo, cabeçudo, sou eu, Reynollds Augusto. 
Lá em baixo a penúltima sentada, da esquerda para direita, Vilânia Cabral, minha prima.
Ver mais

Serizeuda Nogueira
Serizeuda Nogueira era a escolinha de tia guê 

Jose Gomes
Jose Gomes O tempo voa

Cláudia Bandeira
Cláudia Bandeira Olha veja só,minha amiga Vilania… Que saudade dela. Faz tempo que não a vejo. Estudamos juntas, por muitos anos, depois ela foi embora e se casou. Por onde andará minha amiga de infância?

Reynollds Augusto
Reynollds Augusto Ela está em Brasília, Claúdia. 
Casou-se com Marcelo,daqui de Itaporanga, também
Bela recordação, anos setenta.

Cláudia Bandeira
Cláudia Bandeira É, Marcelo é primo de Bandeira… Vilania sumiu rsrsr Vilania e Tânia Maria Alves de Araujo eram amigas inseparáveis… ô saudade desse povo rsrsrs

Descurtir · Responder · 1 · 20 h
Reynollds Augusto
Reynollds Augusto Lembro-me pouco de Tânia, Cláudia Bandeira. Era irmã de Gutemberg e Amiga de Vilania?

Curtir · Responder · 19 h · Editado
Cláudia Bandeira
Cláudia Bandeira Sim, ela mesma, amiga do meu Emoticon heart

Curtir · Responder · 1 · 19 h
Cláudia Bandeira
Cláudia Bandeira Tânia hoje

Foto de Cláudia Bandeira.
Curtir · Responder · 1 · 19 h
Tânia Maria Alves de Araujo respondeu · 1 resposta
Jose Gomes
Jose Gomes Prima do sanfoneiro ir jose gomes

Descurtir · Responder · 2 · 12 h
Tânia Maria Alves de Araujo
Tânia Maria Alves de Araujo Boas recordações.tb perdi o contato com vilânia.lembro que ela chamava Reynollds Augusto de Nodinho

Curtir · Responder · 1 · 3 h
Reynollds Augusto
Reynollds Augusto Isso Tãnia. Bom “revê-la” por aqui.
Lembro-me bem da sua imagem de criança. 
Saudades! 
Ver mais

Curtir · Responder · 2 · 3 h
Cláudia Bandeira
Cláudia Bandeira Que maravilha! As fotos antigas sendo reconhecidas pelas pessoas que fizeram parte de sua história, a net aproximando antigas amizades, lembranças de tempos bons… formidável!

Descurtir · Responder · 1 · 2 h
Cláudia Bandeira
Cláudia Bandeira os anos passam pra todos nós, amiga. Você está ótima, nunca te vi tão bem, acredite. Saudades de vc e daquela turma boa do colégio kk

Descurtir · Responder · 1 · 2 h
Tânia Maria Alves de Araujo
Tânia Maria Alves de Araujo Adorei esse momento de lembranças e reencontros.Tb sinto muitas saudades daquele tempo.

Descurtir · Responder · 1 · 2 h


Itaporanga, 08 de Março de 1965

26 set

PENSE ITAPORANGA – 08 DE MARÇO DE 1965
……………………………………………………………………………
“NIZEUDA!
Para que nunca te esqueças à noite feliz de ontem. Aquelas pessoas juntos e felizes.
De seu inesquecível .
ADEMAR AUGUSTO DE CARVALHO
8/3/1965

* Deve ter sido uma ótima balada dos anos sessenta.
Foto de Reynollds Augusto.

Professores do Colégio Estadual Adalgisa Teódulo da Fonseca, de Itaporanga.Pb. ANOS OITENTA.

21 set

Professores do adalgisa 1984 Lorival a Bandeira, Ribot,dedé, Djacir leite

Nossos Mestres. Professores do COLÉGIO ADALGISA TEÓDULO DA FONSECA.
Anos Oitenta.

Nossos Professores:
Uma saudade Boa!
Foram eles que nos deram o esteio para uma vida melhor.
De Matemática, ANTONIO LEITE
O primeiro da esquerda de quem olha
Já desencarnou,
Mas quando “vivo” cobrava , com fervor
Os seus alunos da Escola,
A sua matemática causava medo
Ensinava bem,
Mas cobrava sem demora.

Professor DEDÉ, sempre feliz e alegre!
Professor de FÍSICA .
Dava literalmente um ponto
No caderno,
Ao aluno que acertasse a sua pergunta
De Veneta,
Pegunta  da “peste”,
Era um teste.

Tinha, também, o grande professor
ADAILTON LACERDA
NO  Português, foi sempre o fera.
E ensinava com muito fervor,
Cobrando dos seus alunos
O aprendizado da língua pátria
Poética,lindam , rica
Cheia de esplendor.

Posso divisar o PROFESSOR LOURIVAL
Era de Pombal .
O homem do inglês,
Do verbo To be
Ele sempre foi fundamental.

O PROFESSOR ANTÔNIO BANDEIRA
Polivalente,
Jornalista, professor, intelectual, espírita, consciente .
Sempre participou da vida social de Itaporanga
Essa foto é dele
Resgatada por sua inteligente esposa CLÁUDIA BANDEIRA
Têm um arquivo fundamental.

DE MANEIRA ATIVA
Muitos outros renomados professores
O Professor DJACIR .
Ensinava OSPb,  como ninguém
Cedo , foi para Campina Grande, saiu daqui
Com sua esposa , também, professora
Mas, deixaram os seus rastros
De professores renomados.
Foram  todos os nossos mestres
Hoje ,espalhados por esse mundo de meu Deus.
Outros, já na Pátria Espiritual
E a vida segue …
Fazendo e contando a sua história.
Cada momento um fragmento,
O aprendizado jamais cessa,
Pois o espírito é imortal,
Sigamos contentes aprendendo, amando
Busquemos o FUNDAMENTAL
………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

  • Cláudia Bandeira Taí, meu amigo, não sabia que você conhecia tão bem os meus professores rsrsrs Você estudou nesse colégio também? Lourival é a cara do verbo To be rs Adailton gostava das minhas redações,ainda hj se lembra das minhas rimas e versos rsrsr estudei com “Toim Leite” e ri muito com as aulas de Dedé. Ribot á a cara do Espiritismo em sala de aula, depois de Bandeira, claro. Tem também o professor de Geografia, Antenor, q me chama de “Claudinha”, sem falar no intelectual “Deja”, que era meu professor de Educação Moral e Cívica. O professor Bandeira, ah… Esse eu carreguei pra mim, mas não foi do Adalgisa, foi do outro colégio, Escola Normal rrsrs Ótimas lembranças Emoticon smile
  • Reynollds Augusto Boas recordações
    ………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..


Rua José Augusto de Carvalho

05 jul

P GustoDSC01677Rua José Augusto de Carvalho – Rua das Flores- Rua da Páia

(Paulo Rainério Brasilino)

 

Entrando a esquerda, depois da Rua Pedro Pereira de Souza, estamos na Rua das Flores, que recebeu esse sugestivo nome porque ali funcionava a zona do baixo meretrício, em outras palavras o cabaré.

Era a rua onde se encontrava “muitas flores” que enfeitavam a vida dos homens boêmios de Misericórdia. A rua ganhou o apelido de Rua da Paia, talvez porque as mulheres que residiam faziam literalmente, a “paia avuar” ou simplesmente porque essa era uma rua periférica, ou uma rua sem valor.

Este era o “randevul” da pequena comunidade, foi quando elas decidiram ou foram convidadas a sair dali e se instalaram na Rua João Firmino Gomes – Rua da Várzea- o ponto mais central, onde umas poucas “meretrizes” ainda fazem o comércio do seu corpo. Era o famoso Baixo-Meretrício, local onde algumas prostitutas, erroneamente chamadas de “mulheres de vida fácil” ganhavam o seu sustento. A mulher que foi a chefe do primeiro “Rói” da vila, era conhecida como Maria da Cota.

Como uma coisa puxa a outra, veio funcionar nesta rua a Cadeia Pública, numa casa de número 214, pertencente a Josué Pedrosa. Antes a carceragem era um casarão pertencente a Manoel Inácio, onde atualmente, está localizada a Casa Franciscana, cuja diretora é nossa conterrânea Anália Martins, na praça frei Martins.

Hoje a rua leva o nome de José Augusto de Carvalho, cidadão que, como, muitos, que aqui chegaram vieram da cidade de Princesa Izabel. José Augusto de Carvalho, chamado de “Pai Gusto”, durante muito tempo foi escrivão de Polícia em Itaporanga e funcionário publico.

José Augusto nasceu no primeiro dia de setembro do ano de 1900 e faleceu em 20 de janeiro de 1975, seu corpo foi enterrado no cemitério local. Ele era casado com Hermínia Leite Augusto, Létra, como era chamada pelos sobrinhos, mas era mais conhecida como Mocinha e até havia uma canção que dizia: “são essas mocinhas lindas borboletas, dizem os rapazes, letra, letra, letra”. Ficou viúvo em 02 de outubro de 1968.

Zé Augusto, por perseguição política foi transferido para Boi Velho, atual Ouro Velho, de lá para Coxixola e foi ai que Maroquinha, que estava em a Hermínia (letra), conheceu José Procópio (Josa), com quem casou e teve uma filha, Mariza. O mesmo, de Coxixola, foi transferido para Camalaú, e de lá voltou para Itaporanga onde foi Secretário da Prefeitura Municipal nos governos de: Sebastião Rodrigues, Abrão Diniz, Francisco Clementino, Sinval Mendonça, Adailton Teódulo e parte do Governo Sinval Pinto.

Zé Augusto era autodidata, um homem altamente inteligente e “batia” máquina datilográfica como ninguém, redigia uma ata com muita perícia. Seu filho, Antônio Augusto de Carvalho (Tatão), que estudou em João Pessoa, até o segundo ano ginasial tinha a mesma habilidade que o pai e foi o eterno Escrivão de Polícia de Itaporanga; sua segunda filha Maria Aci Pinto, casada com Gonzaga Pinto, estudou em Itaporanga e era mulher dinâmica e uma senhora dona de casa criando e educando todos os seus filhos com dignidade peculiar da família Guimarães.

José Augusto era Pai de Carlos Augusto de Carvalho (Carlito), José Augusto de Carvalho (Zé Pitaca).

Moradores ilustres desta rua: Agápio Sertão, João severo e sua mulher Chiquinha Severo, que agora em junho de 2015, completou 101 anos, gozando de muita saúde e em perfeita lucidez.

João Severo morava nesta rua e do outro lado mantinha um oficina, onde era artífice de trabalhos em couro, fazendo bolsas de futebol, sela e etc. só nunca exerceu a profissão de sapateiro; Siana (uma abreviatura de Senhora Ana, ou seja, Dona Ana), cuja profissão era fateira, ou seja, tratava o fato dos animais abatidos, um dos ofícios mais antigos de que se têm notícias no pequeno vilarejo; Chica Burrega, que canta no coral da Igreja Matriz e louro, o Pai de Chico de Louro (Chico Refrigeração).

 

Não que “Pai Gusto” não merecesse essa justa homenagem, já que ele veio e contribuiu para o desenvolvimento da comunidade, mas, a meu ver, deveriam ter escolhidos outras artérias e conservado um nome tão original e significativo: Ruas das flores.

 

Fonte: Livro “Se essa Rua Fosse Minha”

Misericórdia de ontem

18 jun

 

Isso era misericórdia.

Foto de Paulo Rainério Brasilino.

Quem é?

Foto de Paulo Rainério Brasilino.

Quem é o marinheiro?

Foto de Paulo Rainério Brasilino.

Alguém conhece?

 — com Anatalia Martins Vieira Ofs.

Foto de Paulo Rainério Brasilino.

Ao Padre Zé

24 mai

 

É a humildade do teu nobre coração, Alegremente haveremos de lembrar, Que és exemplo de carinho e atenção. Nós celebramos o teu feliz aniversário, E esta data é para nós um relicário, Ao pai querido aqui estamos a saudar Nesse dia glorioso nosso abraço vamos dar.

A Praça Sumiu !!!

23 mai

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

………………………………………………………………………………..

A Praça de Alimentação Sumiu e Eu nem “Bati” a Minha Última Foto

(Reynollds Augusto Cabral ) 

 

 

Confesso a você que não tenho posição formada nessa decisão da Administração de retirar os “quiosques” do centro da cidade, da Praça de Alimentação, idealizada pelo saudoso e eficiente prefeito Antônio Porcino. 

 

A visão dele era mais ampla, pois Itaporanga, nesse setor, é uma tristeza. Não há dúvidas que houve motivação para que ele interrompesse aquele pequeno “beco”, transformando-o em uma praça de encontros. Como agora, também, deve ter havido motivação para acabar com a praça. 

 

Não sei qual dos dois motivos é o mais importante e melhor para a população. Acho que o primeiro, pois destruir o que está formado e satisfazendo é perca de tempo. 

 

E agora José?

 

Não sei de foi razoável, uma vez que era um ‘point’ de encontros à alimentação do corpo e da alma, pois era parada certa para os jovens e famílias “baterem um papo”. Sem falar nos empresários que se sustentavam daquela ambiência.

 

Penso que o prefeito não atuou segundo os seus valores pessoais, unilateralmente, com base em seu entendimento exclusivo. Segundo me disseram fora uma solicitação da Caixa Econômica Federal, para não obstaculizar o acesso dos seus clientes á sua proximidade, quando se localizava, temporariamente, na Rua Horácio Gomes, que ficava atrás da praça e agora está, em definitivo, na rua posterior, a da Cadeia.

 

Não sei se essa motivação foi razoável.  Mas o fato é que não existe mais a praça de alimentação. Não há mais as conversas, o encontro de pessoas. 

 

Mas, considerando os valores ordinários, em minha opinião, a praça não interferia no fluxo do povo.  Uma pequena rua, que pouco influenciava nesse processo.

 

Outros disseram que seria para tentar organizar o trânsito em Itaporanga, que está insuportável, pelo número excessivo de veículos. Também, achei uma motivação não muito razoável. 

 

“Quem manda o governo permitir que o pobre tenha  carro?” Dizem os inconscientes. 

 

Todo estudante de Direito conhece o famoso LIMPE, que são as iniciais dos princípios maiores da administração, pois constitucionais. Afora os outros infraconstitucionais, mas também com a mesma importância. 

Legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. É até sonoro.

 

Outra decisão drástica fora aquela, da outra administração, de derrubar as árvores decenárias da praça da entrada da cidade, atrás a igreja, se não me engano “Praça Frei Martins, para fazer um parque infantil”.  Hoje, um  perigoso Lixo infantil.

 

 É sempre quase  assim, eles fazem, não preservam  e descontinuam. 

 

Pelos menos o parque está servindo ao nosso Tião, o nosso andarilho, com problemas mentais, que usa e abusa do “balancê”. 

 

Seria de bom tom que, pelo menos, a prefeitura rearborizasse á praça, para “pagar” um débito à natureza,sem precisar destruir o parque , como também,  fazer manutenção, pois a única “criança” que brinca ali é o Tião, sendo até perigoso, pois de tanto usar o “balancê”, não sabemos se  hoje, ele está seguro.

 

Tião é importante, um parque só para ele.

 

Mas, há motivação para tudo. E algumas com pouca razoabilidade.

 

E AGORA JOSÉ?

 

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO!

www.pensenisso.itaporanga.net

O Beco do Estreito

29 abr

O Beco Estreito
Quem viveu em Itaporanga,
Que comprou banana ou manga,
E Ciço da Moita conheceu,!
Certamente não esqueceu,
Daquele estabelecimento,
Cheio a todo momento,
No Beco estreito ficava,
Quem por ali passava,
Gostava do tratamento.

Ciço da Moita era vizinho,
De um camarada mesquinho,
Que o povo chamava Duca.
No Beco tinha uma sinuca,
De meu amigo Ananias,
Tinha uma chapelaria,
Que consertava até capa,
Era de Severino Garapa,
Com uma boa freguesia.

Duca tinha uma barbearia,
E com Chicó concorria,
Freguês, só é o que tinha,
Nita de Seu Cazuzinha,
De Duca era a esposa,
Que escrevendo numa lousa,
Tinha escola particular,
Não sabia ensinar,
Não falava coisa com cousa.

O irmão de Zé Arrais,
Que na tesoura era um ás,
Costurava prá doutor,
Seu apelido era ioiô,
Esposo de Ernestina,
Que tinha uma menina,
Por Cléia foi batizada,
Era linda e engraçada,
Era padre deixar batina.

Na alfaiataria de Ioiô,
Já lhe digo meu senhor,
Tudo ali era perfeito,
No meio do Beco Estreito,
Vizinho de Chicó de Antão,
Que em barba era campeão,
Ficava perto de Duca,
Bem em da frente da sinuca,
Também dava sua lição.

Falando do Beco Estreito,
Eu vou falar de um sujeito,
Que tinha uma jeringonça
Amadeu Cova da Onça,
Era uma cara genial,
Vizinho de Edval,
Da difusora o locutor,
Voz potente sim senhor,
Um cara muito legal.

A Cova da Onça era bar,
A estudantada ia prá lá,
Para beber só no fiado,
E ouvir do outro lado,
As músicas que ali tocavam,
Os amantes se aproveitavam,
Cada uma das cantigas,
Pra homenagear as raparigas,
Que por eles se apaixonavam.

E Edval caprichava,
Cada música que botava,
Alô, Alô, lua cheia,
Ou então alô sereia,
Ouça essa linda gravação,
Te ofereço de coração,
Na voz de Francisco Alves,
Ou mesmo de Nelson Gonçalves,
É pra você minha paixão.

Já no fim do Beco Estreito,
Vou explicar d’outro jeito,
Tinha um ponto sagrado,
Quem quisesse ser falado,
Pela metade ou inteiro,
Bastava passar ligeiro,
Que a tesoura lhe comia,
Lembro-me com alegria,
Café de Maria Pinheiro.

O Café de Maria Pinheiro,
Talvez por ser pioneiro,
E ter uma filha bonita,
A freqüência era infinita,
Era homem por todo lado,
E ela atrás de um namorado,
Provocando até queixume,
E as esposas com ciúme:
“Eita! que cabra safado.”

Bem em frente ao café,
Da referida mulher,
Bodega de Mané Virgolino,
Esse cidadão tão fino,
Pai de Darcí e de Tenor,
Muito amigo de seu Lô,
Que tinha um jogo bem ali,
Onde ia se devirtir,
Antes de ligar o motor.

O motor que Lô ligava,
Era o que a luz nos dava,
Mas dava muito defeito,
E o danado do Beco Estreito,
Quando ali faltava a luz,
Valha-me Deus meu Jesus,
Passar ali era um castigo,
Corria muito perigo,
Era uma verdadeira cruz.

Em uma daquelas calçadas,
Que eram todas estragadas,
Dormia o doido Tarzan
Que só tinha uma irmã,
A todos causava medo,
Voltar para casa mais sedo
Era a grande solução,
Pois Tarzan só com uma mão,
Fazia o seu enredo.

Era um grande brutamonte,
Um verdadeiro gigante,
De vez quando surtava,
Nesse estado ele pegava,
Quem passasse por ali,
Correu atrás do Bentivi,
Rapaz de alto conceito,
Foi em pleno Beco Estreito,
Que teve um susto o Vivi.

Já na esquina da praça,
Lembro-me e passo de graça,
Onde tinha um Cartório,
De Osmisdas o oratório,
Que não perdia um dia não,
Quem quisesse uma petição,
Ou passar uma escritura,
Fazia uma assinatura,
Ou passava procuração.

A Janela de Tia Ainha,
Que era tia de Deinha,
Sempre em estado perfeito,
Dava para o Beco Estreito,
Ela ali debruçava,
Falava com quem passava,
Eu me lembro, era menino,
Quando batia o sino,
Ela sempre perguntava:

“Qual o Cristão que morreu?
Deus me livre de ser meu,
Que ele tenha um bom lugar,
“Cem anos sem nos tocar.”
Tinha a voz bem baixinha,
Mulher de fibra e de linha,
Com todo mundo brincava,
Quem por ali passava,
Cumprimentava tia Ainha.

Bezeca vendia banana,
Se a mente não me engana,
Era o pai de Bitú,
Jogava mal pra chuchu,
Mas era um cara legal,
Um sujeito genial,
Levava sempre banana,
E até rolete de cana,
Para o Simeão Leal.

No grupo Bitú estudava,
As vezes se destacava,
Quando a lição era bem dada,
Mas, na tal de tabuada,
Meu amigo não tinha jeito,
A limpo não passava o feito,
Corria ia vender banana,
Ali ele era cabana,
Corria pro Beco Estreito.

E na marcenaria de Vilson,
Pai do meu amigo Nilson,
E pai de Célia também,
Ele usava o vai e vem,
Vai e vem era o serrote,
Onde em cima de caixote,
Serrava o dia inteiro,
Vilson era um Madeiro,
Do Cantinho, um homem forte.

E o nosso Beco Estreito,
Não era muito perfeito,
Tapava a Getúlio Vargas,
Avenida bela e larga,
Uma verdadeira avenida,
Da cidade a mais cumprida,
A mais bela do Sertão,
Falo até com emoção,
Por todos a mais querida.

Paizinho indenizou,
Sinval Mendonça derrubou,
Quando foi nosso Prefeito,
Acabaram o Beco Estreito,
Ficando apenas a lembrança,
Trazendo para nós mudança,
Com ruas grandes e largas,
Abriram a Getúlio Vargas.
Velhos tempos de criança.

 

,

Foto de Joao Dehon Fonseca.

WP Facebook Like Send & Open Graph Meta powered by TutsKid.com.